Nãna Guimarães

Na Mídia

Fique sempre bem informado

CASACOR MINAS 2019 – NÃNA GUIMÃRES COM JARDIM BURL MARX E JARDIM DAS BROMÉLIAS

Sem dúvida, o jardim que foi recuperado pela paisagista Nãna Guimarães é um dos pontos altos da CASACOR Minas este ano não só pelo lugar que está, o Palácio das Mangabeiras, mas também por outros motivos que eu te conto agora.

O primeiro motivo é que esse jardim, que foi perdendo a sua identidade original ao longo do tempo, carrega o DNA do maior paisagista brasileiro, Burle Marx, cujo trabalho dialogava com a arquitetura modernista da época com espécies brasilis e sem se apoiar em estrangeirismos. E a oportunidade de vê-lo ressurgir é única. O outro motivo é que a grande maioria dos ambientes este ano estão espalhados pela área externa, sendo lindamente abraçados por ela; o que faz da visita à CASACOR um passeio agradabilíssimo nos finais de tarde e do jardim um protagonista.

Mas voltando ao trabalho da paisagista, vamos combinar que restaurar, recompor ou mesmo interferir numa obra prima é tarefa que requer estudos, pesquisas e muito conhecimento da área. Pois Nãna Guimarães aceitou bravamente a missão de recompor os jardins feitos por Burle Marx mesmo ciente de que algumas espécies usadas por ele seriam difíceis de encontrar.

Mas difícil não foi impossível para ela cuja paixão pelo trabalho percebi nas palavras quase maternais com que se referiu ao jardim que pegou degradado: “esse jardim estava dormindo e as plantas precisam de tempo para despertarem. Ano que vem ele vai estar mais exuberante ainda. ” Jura, Nãna? Para mim ele já está maravilhoso!

Nãna compôs o ambiente com espécies nativas brasileiras, dispondo no espaço plantas tropicais com intuído de trazer de volta as nossas raízes. Fez um projeto com formas orgânicas através de vegetações com distintas tonalidades, texturas e volumes, buscando uma harmonização entre a arquitetura e a natureza, quebrando a rigidez do concreto na estrutura.

JARDIM DAS BROMÉLIAS

Com o Jardim Das Bromélias, que faz parte do conjunto trabalhado por ela, Nãna resgatou essa espécie nativa brasileira de beleza exótica e sofisticação desmistificando ainda a ideia de que as bromélias são uma ameaça para a saúde humana contribuindo para proliferação do Aedes aegypti, o mosquito transmissor da dengue, por reterem água. Nãna explicou que essa água acumulada nas folhas serve como reservatório de nutrientes para a planta: ou seja, esse líquido é um suco biológico que não é favorável ou propício para a reprodução do inseto. Adorei! Podemos reabilitar as bromélias!

Fotos: Daniel Mansur

Fonte: You Can Find

Compartilhe essa publicação!

Talvez essas publicações também te interessem!

Dúvidas sobre como podemos te ajudar?

Entre em contato conosco agora mesmo.
Um especialista irá lhe atender.

Iniciar conversa.
✅ Olá!
✅ Como podemos te ajudar?